VARIZES E LOMBALGIAS: AS DOENÇAS INIMIGAS DA ENFERMAGEM

Enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem passam grande parte do seu tempo em ambiente hospitalar, portanto exposto a doenças ocupacionais, provocadas por fatores ambientais e sociais associadas ao trabalho.

Longas jornadas de trabalho como plantões, falta de profissionais na área ocasionando uma sobrecarga no trabalho e o uso incorreto de EPI (equipamentos de proteção individual). Estes são os fatores que mais colaboram para adquirir doenças ocupacionais.

Certamente, não há nada pior do que ficar incapacitado para exercer suas atividades habituais, por isso quando o enfermeiro precisar se afastar de seu trabalho, poderá requerer junto ao INSS o benefício de auxílio-doença, ou aposentadoria por invalidez.

Trouxemos algumas doenças que são as grandes inimigas dos enfermeiros


NESTE TEXTO TERÁ

  • Lombalgias
  • Varizes
  • Lesões por acidentes
  • Depressão
  • Estresse
  • Auxílio doença
  • Aposentadoria especial



LOMBALGIAS:

As lombalgias na maioria das vezes são ocasionadas por excesso de peso, sedentarismo, má postura, muito tempo em pé e pequenos traumas.

Dificilmente o enfermeiro ficará isento de dores se desenvolver alguma lombalgia.


Portanto conforme sua rotina desgastante, a maioria destes profissionais em algum momento de sua carreira se encontrarão com problemas ocasionados pelo trabalho, e quando diagnosticado o profissional deverá procurar tratamento para que o quadro não se agrave.

VARIZES

Varizes são veias dilatadas por consequência de um problema nas válvulas que direcionam o fluxo sanguíneo. Ocorrem principalmente nos membros inferiores em função da gravidade.

Elas surgem principalmente por imobilidade, ou seja, em pessoas que passam muito tempo em uma mesma posição.

Mas claro que também existem outros fatores que desencadeiam as varizes, como predisposição genética, sexo, idade, peso, entre outros


Segundo um estudo feito pela USP de Ribeirão Preto as varizes acometem cerca de 56,5% destes profissionais, conforme mostra o gráfico abaixo.

Este estudo foi realizado no Hospital Getúlio Vargas no Piauí, com 145 profissionais da enfermagem, com idade média de 44 anos e predominância do sexo feminino.

PREPARAMOS PARA VOCÊ ENFERMEIRO UM EBOOK COMPLETO E GRATUITO SOBRE A APOSENTADORIA ESPECIAL DOS ENFERMEIROS, ONDE LHE INFORMARÁ O PASSO A PASSO PARA SE APOSENTAR, BEM COMO OS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS. CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO E ACESSE.

Outras doenças que também são muito comuns de afetarem os profissionais da área da saúde são as listadas abaixo.


LESÕES POR ACIDENTES


Por estarem sempre expostos a muitos riscos, como materiais cortantes por exemplo, as lesões por acidentes são muito fáceis de acontecer entre os profissionais.

Diariamente acontecem casos de acidentes de trabalho envolvendo enfermeiros nos hospitais e postos de saúde. As lesões podem acontecer em decorrência de algum descuido, ou pela falta de EPI’S (Equipamento individual de proteção).

LEIA MAIS EM “5 DOENÇAS QUE MAIS AFETAM OS ENFERMEIROS”

DEPRESSÃO

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) mais de 300 milhões de pessoas vivem com depressão atualmente. Entre 2005 e 2015 foi observado um aumento maior que 18,5% nos casos de depressão.

Para se ter uma ideia, atualmente o Brasil é o campeão de casos de depressão entre os países da América Latina, representando uma média de 11 milhões de brasileiros com a doença.


A depressão afeta muito estes profissionais porque estão sempre sobrecarregados de tarefas e horários, e principalmente por terem contato direto com os pacientes, reconhecendo seus medos, problemas e dores e muitas vezes lidando com a perda dos mesmos.


A Saúde Mental dos Enfermeiros aponta que os enfermeiros que trabalham por turnos e os que têm menos fins-de-semana livres sentem-se pior em relação a doença, o que justifica que a depressão pode ser decorrente de uma sobrecarga emocional e física.

Os principais sintomas da depressão são: ansiedade, mudanças de humor, perda de interesse, tristeza, tédio, irritabilidade. Mas no corpo a doença se manifesta como: fadiga, fome em excesso, e é comum também o ganho ou perca de peso repentino.

Enfim, assim que diagnosticado o enfermeiro deve procurar ajuda psicológica/psiquiátrica, para que não afete cada vez mais a convivência no ambiente de trabalho.

Para ler mais sobre “como a depressão atrapalha a vida do enfermeiro” CLIQUE AQUI

ESTRESSE


O estresse é um estado emocional que nos tira da estabilidade, nosso corpo dispara um processo de adaptação, aumentando a adrenalina, o que gera inúmeras reações adversas.

O estresse nos enfermeiros pode ser diferenciado em estresse agudo e estresse crônico.

Os sintomas mais comuns do Estresse Agudo são caracterizados por: Instabilidade de humor, insegurança, dor de cabeça, dores nas costas, dores musculares em geral, azia e palpitações cardíacas.

Já os sintomas do Estresse Crônico são: Fadiga, desgaste, mal estar, cansaço, dificuldades em relaxar e descansar, desânimo, tristeza e sensação de fracasso.

Para ler mais sobre “como a estresse atrapalha a vida do enfermeiro” CLIQUE AQUI

AUXÍLIO DOENÇA

Portanto agora que você já descobriu quais são as doenças que mais afetam os enfermeiros, você precisa saber dos seus direitos perante eles.

Todas estas doenças se enquadram como “doenças ocupacionais” que são ocasionadas em decorrência de seu ambiente de trabalho.

Quando essas doenças se transformam em incapacidade, o enfermeiro deverá ser afastado do trabalho, e após, encaminhado ao recebimento do benefício de auxílio-doença ou até mesmo ser aposentado por invalidez.

Sobretudo, para a concessão do benefício, deverá possuir os outros requisitos.

Por exemplo: qualidade de segurado e dependendo da incapacidade precisará também da carência de contribuições.

DA APOSENTADORIA ESPECIAL DO ENFERMEIRO

Agora, lembrando que pelo motivo dos enfermeiros trabalharem em atividades insalubres eles possuem direito a se aposentar até 10 anos mais cedo que as demais categorias.

LEIA MAIS EM ” TRABALHO EXPOSTO A AGENTES NOCIVOS E A APOSENTADORIA ESPECIAL DOS ENFERMEIROS”

Portanto para ajudar você Enfermeiro(a) que nas horas mais difíceis estão de prontidão para nos atender montei um E-book completo, explicando, de forma simples e eficiente a aposentadoria para os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem.

E-BOOK COMPLETO GRATUITO: A APOSENTADORIA DOS ENFERMEIROS, TÉCNICOS E AUXILIARES DE ENFERMAGEM. CLIQUE ABAIXO

Ebook aposentadoria especial Diego Idalino Ribeiro

CLIQUE AQUI e saiba tudo sobre a aposentadoria dos enfermeiros

CONCLUSÃO


Enfim, quero saber de você enfermeiro, técnico ou auxiliar de enfermagem, gostou do texto?

Ficou com alguma dúvida ao longo da leitura?

Possui alguma destas doenças que afetam os enfermeiros?

Mas não tem problema, estamos aqui para lhe auxiliar no que for preciso. Portanto clique no botão abaixo e nos envie seu questionamento, responderemos com o maior prazer e o mais breve possível.

Advogado previdenciário Capão da Canoa Diego Idalino Ribeiro
Entre em contato, com o advogado Diego Idalino Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *