5 PRINCIPAIS DOENÇAS QUE MAIS AFETAM ENFERMEIROS, TÉCNICOS E AUXILIARES DE ENFERMAGEM

 

 

Enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem passam grande parte do seu tempo em ambiente hospitalar. Portanto exposto a doenças ocupacionais, provocadas por fatores ambientais e sociais associadas ao trabalho.

Longas jornadas de trabalho como plantões, falta de profissionais na área ocasionando uma sobrecarga no trabalho e o uso incorreto de EPI (equipamentos de proteção individual). Ademais são os fatores que mais colaboram para adquirir doenças ocupacionais.

Certamente, quando o enfermeiro fica incapacitado para exercer suas habituais atividades, poderá requerer junto ao INSS o benefício de auxílio-doença. Outrossim, podendo ser aposentado por invalidez.

 

Veremos agora OS 5 principais MALES que tem afastado os enfermeiros PARA FINS DE AUXÍLIO-DOENÇA: 

 

– Lesões por esforços repetitivos:

Também conhecida como L.E.R ou D.O.R.T, são uma síndrome formada de várias doenças, como: tendinite, bursite, síndrome do túnel do carpo, mialgias entre outras. Aliás, afetam diretamente nervos, tendões e músculos. Essa síndrome provoca muita dor e inflamação e na maioria dos casos pode alterar a capacidade funcional da região atingida. Fazendo com que o profissional se afaste de seu trabalho.

 

– Depressão, stress e síndrome do pânico:

Essas doenças são as mais corriqueiras entre os enfermeiros. Porquanto estes profissionais estão sempre sobrecarregados de tarefas e horários, e principalmente por terem contato direto com os pacientes. Reconhecendo seus medos, problemas e dores. Muitas vezes lidando com a perda dos mesmos. Enfim, assim que diagnosticado o enfermeiro deve procurar ajuda psicológica/psiquiátrica, para que não afete cada vez mais a convivência no ambiente de trabalho.

 

– Lombalgias:

As lombalgias na maioria das vezes são ocasionadas por excesso de peso, sedentarismo, má postura, muito tempo em pé e pequenos traumas. Dificilmente o enfermeiro ficará isento de dores. Conforme sua rotina desgastante, a maioria destes profissionais em algum momento de sua carreira se encontrarão com problemas ocasionados pelo trabalho. Quando diagnosticado o profissional deverá procurar tratamento para que o quadro não se agrave.

 

– HIV:

Estima-se que o vírus do HIV tenha uma vida curta fora de organismos humanos, cerca de 1hr. Contudo, ser contaminado por ele é um risco que os Enfermeiros estão sempre suscetíveis. Sua transmissão se dá principalmente por meio do contato com o sangue. Tais como em agulhas, materiais infectados entre outros, fatores estes que os enfermeiros estão sempre expostos.

 

– Problemas respiratórios:

A exposição a vírus, bactérias, fungos e outros agentes biológicos, juntamente com a má utilização de equipamentos de proteção, fazem com que frequentemente os profissionais da saúde se contaminem. Por afetar toda a via respiratória o enfermeiro se afasta do trabalho para procurar ajuda médica. Principalmente para não contagiar outros colegas de trabalho e pacientes, que já estão em situações de fragilidade.

Inegavelmente, existem inúmeras outras doenças que os enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares de enfermagem estão expostos.

 

DO BENEFÍCIO DE AUXÍLIO-DOENÇA E APOSENTADORIA POR INVALIDEZ DO ENFERMEIRO

 

Quando essas doenças se transformam em incapacidade, o enfermeiro deverá ser afastado do trabalho. Após, encaminhado ao recebimento do benefício de auxílio-doença e pode até mesmo ser aposentado por invalidez.

 

Sobretudo, para a concessão do benefício, deverá possuir os outros requisitos. A exemplo: qualidade de segurado e dependendo da incapacidade precisará também da carência de contribuições.

 

DA APOSENTADORIA ESPECIAL DO ENFERMEIRO

 

Agora, lembrando que pelo motivo dos enfermeiros, trabalharem em atividades insalubres. A insalubridade pode ser reconhecida pela atividade profissional ser inerente ao ambiente hospitalar.

 

Desta forma, muitos enfermeiros, técnicos e auxiliares em enfermagem, possuem direito a Aposentadoria especial!

Para entender sobre a aposentadoria, acesse o link: APOSENTADORIA ESPECIAL DO ENFERMEIRO- Você sabia que o profissional da enfermagem tem direito a aposentadoria especial?

 

Para ajudar você enfermeiro ou enfermeira que nas horas mais difíceis, estão de prontidão para nos atender.

Montei um E-book completo, explicando, de forma simples e eficiente, a aposentadoria para os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem.

E-BOOK COMPLETO GRATUITO: A APOSENTADORIA DOS ENFERMEIROS, TÉCNICOS E AUXILIARES DE ENFERMAGEM. clique abaixo:

 

 

Autor Dr. Diego Idalino Ribeiro, formado pela Universidade de Santa Cruz do Sul – UNISC, inscrito como advogado na OAB/RS n 89.724. Possui atuação exclusiva há mais de 5 anos em Direito Previdenciário, sempre buscando aperfeiçoamento para melhor atender seus clientes.

Autor Dr. Diego Idalino Ribeiro, formado pela Universidade de Santa Cruz do Sul – UNISC, inscrito como advogado na OAB/RS n 89.724. Possui atuação exclusiva há mais de 5 anos em Direito Previdenciário, sempre buscando aperfeiçoamento para melhor atender seus clientes

Autor Dr. Diego Idalino Ribeiro, formado pela Universidade de Santa Cruz do Sul – UNISC, inscrito como advogado na OAB/RS n 89.724. Possui atuação exclusiva há mais de 5 anos em Direito Previdenciário, sempre buscando aperfeiçoamento para melhor atender seus clientes

3 comentários em “5 PRINCIPAIS DOENÇAS QUE MAIS AFETAM ENFERMEIROS, TÉCNICOS E AUXILIARES DE ENFERMAGEM

  1. Odete do Amaral Bedendo Responder

    Muito legal a explicação de direitos que muitos as vezes nem sabem que tem. Parabéns Diego boa iniciativa

  2. Pingback: Como a depressão pode atrapalhar a vida do enfermeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *